Patrimônio histórico Fonte do Tambiá será restaurada


A Fonte do Tambiá, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), localizada no Parque Arruda Câmara, em João Pessoa, na Paraíba, será requalificada e as obras devem ser iniciadas ainda em 2020. O projeto prevê, entre outras ações, intervenções arquitetônicas, funcionais, paisagísticas, estruturais e de pavimentação.

Após restauração, espaço será aberto para visitação (Divulgação | Iphan)

 

A execução dos serviços será realizada de acordo com a proposta apresentada após a assinatura de um Termo de Compromisso com o Iphan.

“Atualmente a fonte se encontra isolada e escorada devido ao desabamento parcial ocorrido em 2011 que causou a queda de parte do nembo e a perda de sua funcionalidade temporariamente. Agora, ela se encontra parcialmente soterrada e com sérios problemas de impermeabilização do solo”, conta a arquiteta e urbanista da Divisão Técnica do Iphan-PB, Ana Luiza Schuster da Costa.

Após a restauração, a fonte voltará a funcionar com a fruição de água por suas três bicas. O espaço será aberto para o acesso dos visitantes e os interessados poderão voltar a contemplá-la em um ambiente mais acessível.

História

Despontando logo na entrada e considerada o coração do Parque Arruda, a Fonte do Tambiá foi um dos principais meios de abastecimento de água da cidade de João Pessoa, desde a sua fundação, até quando foi substituída pelo abastecimento de água encanada na década de 1920.

A história aponta que desde 1736, a administração pública faz notas à recuperação da Fonte do Tambiá por ser de grande utilidade à população. No entanto, a historiografia apresenta mais uma data de construção, 1782, havendo uma reconstrução em 1889, quando recebeu seus traços atuais.