Itamar Assumpção ganha tributo em show na CAIXA Cultural Salvador


Com uma série de oito apresentações dirigida pelo músico Du Txai, acontece entre os dias 19 e 29 de abril (sempre de quinta a domingo), o show “Isso ainda dá repercussão – Tributo a Itamar Assumpção”. A temporada é uma homenagem ao músico paulista, falecido em 2003, um dos grandes nomes da música negra brasileira. Integrando cerca de 30 músicas no repertório, todas as datas contarão com a participação da cantora e compositora Anelis Assumpção, filha de Itamar, além de 8 músicos baianos convidados, que se dividirão entre as datas da temporada:  JosyAra (19/04), Luedji Luna (20/04), Bruna Barreto (21/04), Dão (22/04), Giovani Cidreira (26/04), Tuzé de Abreu (27/04), Aiace (28/04) e Rebeca Matta (29/04). Os ingressos custam R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia).

Itamar Assumpção_Foto1 Vange Milliet
Anelis Taurina por caroline bittencourt 6_Easy-Resize.com
1 - Du Txai (divulgação)

O nome do tributo faz referência ao disco “Isso vai dar repercussão”, de 2004, em parceria com o percussionista Naná Vasconcelos, falecido em 2016. O repertório foi selecionado com o critério de ter músicas toda a discografia de Itamar (exceto do álbum “Ataulfo Alves por Itamar Assumpção – Pra Sempre Agora”) e realçar as nuances de sua personalidade expressas através das músicas escolhidas. Para celebrar a musicalidade de Itamar Assumpção, foi convidada Anelis Assumpção, não só filha do músico como uma das artistas responsáveis por manter vivia a memória musical do pai. Com três discos autorais lançados, Anelis tem uma trajetória consolidada na música independente brasileira, e será participação muito especial em todos os oitos shows desta temporada.

Francisco José Itamar de Assumpção  foi um compositor, cantor, instrumentista, arranjador e produtor musical brasileiro, que se destacou na cena independente e alternativa de São Paulo nos anos 1980 e 1990. Aprendeu a tocar violão sozinho e, ouvindo Jimi Hendrix e arranjos de baixo e bateria, apaixonou-se pelo baixo. Conhecido como “maldito da MPB”, o músico misturou samba com rock e funk, entre outros ritmos estrangeiros, em letras impregnadas de sátira e crítica social. Foi influenciado pelos trabalhos de músicos de variados gêneros, como Adoniran Barbosa, Cartola, Jimi Hendrix e Miles Davis, além de poetas como Paulo Leminski e Alice Ruiz. Entre composições suas que fizeram sucesso com outros interpretes estão Nego Dito, com o sambista Branca de Neve, Já deu pra sentir e Aprendiz de Feiticeiro, com Cássia Eller, Código de Acesso e Vi, não vivi, de Zélia Duncan. Além disso, participou intensamente da obra de vários artistas ligados à Vanguarda Paulistana como instrumentista, compositor ou produtor.

Isso ainda dá Repercussão – Tributo a Itamar Assumpção
Quando: 19 a 22 e 26 a 29 de abril (quinta a domingo)
Onde: CAIXA Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro – Salvador)
Horário: 20h (quinta a sábado) e 19h (domingo
Ingressos: R$10,00 (inteira) e R$5,00  (meia entrada), à venda na bilheteria da Caixa Cultural Salvador a partir das 9h do dia 19/04 (para as apresentações de 19 a 22/04) e a partir das 9h do dia 26/04 (para as apresentações de 26 a 29/04)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *