Goethe-Institut promove evento multiartístico


Em mais uma atividade resultante do seu Programa de Residência Artística Vila Sul e das parcerias com artistas locais, o Goethe-Institut Salvador-Bahia apresenta, no dia 10 de outubro (quarta-feira), o evento 3ATOS, que reunirá a abertura das exposições “A Festa e interrupções da vida diária” e “Plataforma Engrama/Oppamev”, às 19h30, além da ocupação “ACRE apresenta: Lápide Records”, com uma variedade de ações artísticas das 17h às 22h. A programação é gratuita e a classificação indicativa é de 16 anos.

Artista uruguaio Vladimir Muhvich apresenta a exposição “Plataforma Engrama/Oppamev” (Foto: Divulgação)

 

Proposta pelo artista visual e arquiteto Jean-François Prost (Canadá), um dos atuais residentes da Vila Sul do Goethe-Institut, a exposição coletiva “A Festa e interrupções da vida diária” vai exibir fotografias profissionais e amadoras, coletadas por meio de uma convocatória pública. São registros de momentos de festa, revelando olhares e aspectos dos mais diversos sobre estas situações. Os participantes concorrem a um Prêmio Júri Popular no valor de R$ 300,00, com votação durante o evento, e a um Prêmio da Curadoria, para exibição individual no totem do instituto. A iniciativa se relaciona a um projeto multidisciplinar e participativo de publicação do Adaptive Actions (www.adaptiveactions.net), programa conduzido por Jean-François em Londres e Montreal, em busca de imagens que expressem a celebração, a alegria, o excesso, a sensualidade, a intimidade, as sensações, as emoções, a exuberância, a criatividade, a inventividade e o entusiasmo prospectivo, participativo e da experiência emancipatória da festa.

Já o uruguaio Vladimir Muhvich, artista visual, curador, restaurador e pesquisador de arte também residente da Vila Sul, apresenta a exposição “Plataforma Engrama/Oppamev”, nome da ferramenta que utiliza para buscar, analisar e modelar padrões de comportamento artísticos, curatoriais, institucionais e sensoriais com base no estudo de bens culturais. A exibição desses padrões, associados ao contexto que os cerca, possibilita visualizar o impacto do desenvolvimento econômico, cultural e político na escolha dos meios de produção, bem como medir o grau de subordinação das periferias em relação aos centros hegemônicos. O desenvolvimento desta plataforma ocorre no âmbito do Projeto Engrama – Pesquisa sobre Modelos de Visualização Morfológica e Evolutiva de Coleções, Arquivos e Coleções de Arte. O Oppamev tem, portanto, a capacidade de medir e classificar o campo da arte, gerando mapeamentos de estratégias expressivas, sensoriais e de conservação, e Vladimir vai mostrar os resultados da investigação realizada durante sua permanência em Salvador.

No entorno, a ocupação “ACRE apresenta: Lápide Records”, dirigida pelo performer Cássio Bomfim, começa, às 17h, com exibição de musicvideo de realidade virtual em 360º. Em seguida, às 17h30, terá o lançamento da coleção “Lembrança de Recife Made in Salvador”, da ACRE. DJ Gug comanda o som antes de se iniciar uma Batalha de MCs, às 18h. Após o intervalo para abertura das exposições, haverá, a partir das 20h, shows do Coletivo Vira Lata e da Lápide Records, tendo música para festejar até o encerramento, às 22h.