Exposição “Antunes Filho: o Poeta da Cena” segue em cartaz


Segue em cartaz até o dia 11 de novembro, a exposição “Antunes Filho: o Poeta da Cena”, no Foyer do Teatro Sesc Casa do Comércio. A visitação acontece de segunda-feira a quinta-feira, das 9h às 17h, e de sexta-feira a domingo, das 14h às 21h, com entrada gratuita.

A mostra tem um total de 64 fotografias em preto & branco, do fotógrafo e curador Emidio Luisi, que retratam 30 anos da carreira de um dos mais eminentes encenadores brasileiros, Antunes Filho (1929 -).

Para exposição em Salvador foi realizado um recorte composto por 33 imagens, que mostram momentos importantes dos espetáculos dirigidos por Antunes Filho durante as três últimas décadas.

As imagens promovem um resgate da história recente do teatro no país e valoriza a fotografia de cena, uma especialidade fundamental para documentar a experiência efêmera das artes cênicas, que possibilita uma nova qualidade de fruição estética por parte dos públicos e contribui para o trabalho de pesquisadores, estudantes de teatro e artistas.

 

Exposição resgata momentos importantes da história recente do teatro no país (Foto: Divulgação)

Emidio é uma referência em proporcionar uma experiência que estimula a relação entre a linguagem da cena e as artes visuais.

O acervo é propriedade do Departamento Regional do Sesc em São Paulo, que disponibilizou para circulação por todos os Departamentos Regionais, sob a coordenação do Departamento Nacional.

O fotógrafo Emidio Luisi reside em São Paulo e é fotógrafo desde a década de 1970. Especialista em fotojornalismo e em fotografia de dança, teatro e etnofotografia, atuou nas revistas Veja SP e Grande ABC. Recebeu o XI Prêmio Abril de Fotojornalismo e Prêmio ABERJE. Participa de coleções de fotógrafos brasileiros do Instituto Itaú Cultural e do Acervo Coleção MASP – Pirelli.

Já Antunes Filho nasceu em São Paulo, no bairro da Bela Vista, o diretor destacou-se em meio à primeira geração dos encenadores modernos do Brasil. Dirigiu grandes nomes da cena nacional e se consolidou com espetáculos como: “O Diário de Anne Frank”, de Francis Goodrich e Albert Hackett (1958), “Plantão 21”, de Sidney Kingsley (1959), “Yerma”, de García Lorca (1962) e “Vereda da Salvação”, de Jorge Andrade (1964). Desde 1982, Antunes Filho coordena o Centro de Pesquisas Teatrais (CPT) no Sesc Consolação (SP), um dos mais importantes celeiros do teatro brasileiro.

Exposição Antunes Filho: o Poeta da Cena
Quando: até 11 de novembro
Visitação: segunda-feira a quinta-feira, das 9h às 17h, e de sexta-feira a domingo, das 14h às 21h
Onde: Foyer do Teatro Sesc Casa do Comércio (Edifício Casa do Comércio – Av. Tancredo Neves, 1109 – Pituba)
Entrada: gratuita