“Escorpião” traz conceito do teatro estendido para o Vila Velha


A montagem “Escorpião”, estreia dia 30 de maio, às 20h, no Teatro Vila Velha. Utilizando o conceito de teatro estendido, a peça ultrapassa o audiovisual como elemento de composição cênica ao final de cada sessão o público é convidado a seguir conhecendo outros elementos da história, fazendo com que o espetáculo se estenda para outros espaços. O espetáculo fica em cartaz até o dia 09 de junho. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)e podem se adquiridos no site Ingresso Rápido ou na bilheteria do teatro.

O enredo é uma farsa de sujeitos que estabelecem entre si um jogo de ocultação/revelação do desejo, de uma intimidade negociada de maneira tão verossímil quanto fantástica. Envolve tensões/tesões de Boris (Duda Woyda) e Edu (Gleison Richelle), personagens centrais da história, numa espécie de ficção etnográfica outsider, cruel e perversa, marcada por masculinidades precárias, retomando muitos temas caros à política na cena teatral contemporânea.

Escorpião Foto Giovani Rufino-7122 (1)
Escorpião Foto Giovani Rufino-7122 (2)
Escorpião Foto Giovani Rufino-7122 (3)
Escorpião Foto Giovani Rufino-7122 (4)
Escorpião Foto Giovani Rufino-7122 (5)

Fotos: Giovani Rufino

“Escorpião”, uma experiência cênica visual e sonora, é uma obra que só é possível graças ao encontro da ATeliê voadOR com o Coletivo SALVA! – Coletivo soteropolitano de audiovisual – e o COATO Coletivo – responsável pela preparação corporal dos atores. Os interesses em linguagem teatral e audiovisual cruzam os 3 agrupamentos e desse cruzamento surge uma proposta de “corpos performando em pixels”.

O público receberá um QR Code, um código de acesso rápido que conduzirá o espectador ao site que contém as imagens projetadas na montagem e o filme pós-peça. “Escorpião é uma experiência visual com formato cinematográfico dentro da linguagem do teatro, estendemos o termo ‘aqui e agora’, para algo parecido com, ‘aqui/agora/antes/depois’. Os corpos são atravessados pelo passado das personagens em tempo real”, explica Marcus Lobo, diretor da obra.

“Escorpião” é um teatro-filme em que tudo estará posto para ser observado e julgado. “Nessa trama, o jogo é tentar descobrir quem é quem e, após a sessão, o público continuará assistindo o que aconteceu com aquelas figuras. Para nós, quando o espetáculo encerra e espectador sai do teatro, os personagens te acompanham em forma de memorias, mas também em pixels”, antecipa Lobo.

“Escorpião” – espetáculo de teatro-filme
Quando: 30 de maio a 09 de junho (quinta a domingo)
Onde: Teatro Vila Velha
Horário: 20h (quinta a sábado) e 19h (domingo)
Ingresso: R$ 20(inteira) e R$ 10 (meia) – ingressos disponíveis no site Ingresso Rápido ou na bilheteria do teatro