Denny Denan mantém raízes percussivas e faz grande encontro no Pelô


Quem achava que o cantor Denny Denan ia deixar de lado a percussão na sua carreira solo, se enganou. Ao contrário, o ex-timbaleiro trouxe a essência do batuque baiano e acrescentou ainda mais energia ao toque do timbau. Na noite desta quarta-feira, 17, durante a segunda edição do “Encontros de verão”, Denny já chegou ao Largo Quincas Berro D’Água, no Pelourinho, mostrando que respira novos ares na carreira artística, sem deixar de lado o ritmo que o consagrou na Bahia e no mundo.

Acompanhado do grupo Tambores e Cores, o maestro Denny apresentou uma performance no chão, surpreendendo os fãs que aguardavam o início do show. Assim que subiu ao palco, colocou o público para pular com sua nova música, “Dançadeira”, além de outros sucessos de sua autoria e também da época da Timbalada.

Como já diz o nome do projeto, a noite foi de encontros da música baiana. O primeiro convidado foi o cantor Gerônimo, que apresentou não só os clássicos “É d’Oxum” e “Jubiabá”, como também canções de outros artistas.

Em seguida, Reinaldo (ex-Terra Samba) e Lucas di Fiori (ex-Olodum) relembraram suas trajetórias com Denny e, em clima de improviso, fizeram uma verdadeira retrospectiva da axé music.

Show de abertura

A responsável pela abertura da noite foi a cantora Márcia Freire, que também relembrou os melhores momentos da época do Cheiro de Amor, com as canções “Auê”, “Adrenalina” e “Olha eu aí”, além de outros sucessos, como “Mila”, gravada por Netinho e pela banda Jammil.