Bando de Teatro Olodum celebra 30 anos com programação especial


No dia 17 de outubro, 19h, no Teatro Vila Velha, o Bando de Teatro Olodum fará o lançamento da programação de comemoração pelos 30 anos de criação da companhia, que serão completados em 2020. As três décadas de trajetória no cenário cultural brasileiro serão celebrados com uma série de ações que inclui a montagem de um texto clássico do teatro mundial, lançamento de um catálogo da história do grupo, oficinas de performance negra na periferia da cidade, edição especial do Festival de Arte Negra A Cena Tá Preta e temporada de espetáculos de sucesso, como Ó Paí, Ó; Áfricas e Cabaré da Rrrrraça.

‘Erê’ é um dos espetáculos da programação (Foto: Andrea Magnoni | Divulgação)

A programação de aniversário de 30 anos do Bando de Teatro Olodum será conhecida em um evento para convidados, quando será exibido o documentário Bando, um Filme De:, dirigido por Lázaro Ramos e Thiago Gomes. Na oportunidade, os diretores baianos participam de um bate papo com o público sobre o processo criativo do filme que registra a história do grupo e homenageia todos que contribuíram para a consolidação de uma das mais importantes companhias de teatro do país.

Um dos principais artistas do teatro, do cinema e da televisão brasileira, Lázaro Ramos é um dos talentos revelados pelo Bando de Teatro Olodum nestas três décadas. Além do ator, diretor e escritor, outros artistas integraram as montagens do Bando e atualmente brilham em diversas linguagens artísticas nacionais, como o ator, cantor e humorista Érico Brás (Zorra, PopStar e Se Joga), as atrizes Luciana Souza (Bacurau) e Edvana Carvalho (Malhação), a cantora lírica Virginia Rodrigues, entre tantos outros.

O elenco atual reúne representantes das novas gerações das artes negras em diálogo com artistas experientes, inclusive alguns fundadores, ou seja, que estão no grupo desde 1990. É o caso de Jorge Washington, Rejane Maia, Valdinéia Soriano, Rivaldo Rio, Geremias Mendes, Arlete Dias e Ednaldo Muniz.

Bando na Sala do Coro

A partir do dia 18 de outubro e até 10 de novembro, o Bando de Teatro Olodum estará em cartaz na Sala do Coro do Teatro Castro com um espetáculo adulto e dois infantis: a mais recente montagem da companhia, Erê, com concepção de Lázaro Ramos, direção de Onisajé e Zebrinha e dramaturgia de Arcades (sexta a domingo, 20h, de 18/10 a 10/11 – exceto 1º/11); Sarauzinho da Calu, com texto e direção de Cássia Valle (sábados e domingos, 16h, de 19 a 27/10); e Boquinha… E assim surgiu o mundo, que tem texto de Lázaro Ramos e direção e atuação de Ridson Reis (sábados e domingos, 16h, de 02 a 10/11).

HISTÓRICO – Em 17 de outubro de 1990, nasceu em Salvador o Bando de Teatro Olodum, fruto de uma parceria entre o Grupo Cultural Olodum e artistas do teatro baiano (Márcio Meirelles, Chica Carelli, Maria Eugênia Millet e Leda Ornelas), convocando artistas negros, alguns sem experiências com as artes cênicas, outros com histórico de militância política e cultural na periferia da cidade. A motivação principal do Bando sempre foi a valorização das artes negras e a denuncia contra o racismo e os diversos preconceitos da sociedade, que se consolidou em uma experiência de performance negra referência para outros artistas e companhias do Brasil. Atualmente a companhia possui uma coordenação colegiada, formada por atores, que atuam também como produtores, e os diretores artísticos Zebrinha e Jarbas Bittencourt.

Confira a temporada do Bando de Teatro Olodum na Sala do Coro do TCA
ERÊ (espetáculo adulto)
De 18/10 a 10/11* (de sexta a domingo) , 20h *Exceto dia 1º/11
Ingressos: R$30,00 / R$15,00 (meia)

Sarauzinho da Calu (espetáculo infanto-juvenil)
De 19 A 27/10 (sábados e domingos), 16h
Ingressos: R$20,00 / R$10,00 (meia)

Boquinha… E assim surgiu o mundo (espetáculo infanto-juvenil)
De 02 A 10/11 (sábados e domingos), 16h
Ingressos: R$20,00 / R$10,00 (meia)

Classificação dos espetáculos: livre
Com Áudio-descrição

Ingressos: Ingresso rápido e na Bilheteria do TCA.