Balé Folclórico comemora 32 anos de história


O Balé Folclórico da Bahia (BFB) comemora 32 anos com um espetáculo exibido em live nas redes sociais nesta sexta-feira, 28, às 20h. A apresentação, criada por Zebrinha, é realizada por oito bailarinos da companhia, e a trilha sonora fica por conta da composição ‘Bolero’, de Maurice Ravel.

Bolero marca a trilha sonora do espetáculo (Andrew Eccles | Divulgação)

“O figurino será especial, composto pela pintura corporal, realizada pelo artista Kleber Trindade, de acordo com cada ambiente da loja e seu mobiliário. Cada bailarino demorará 5 horas para ficar pronto. Será um trabalho espetacular”, disse Vavá Botelho, fundador do Balé Folclórico da Bahia.

A apresentação especial será feita em parceria com o grupo Breton Salvador. A loja também adquiriu 30 livros de arte que celebram o trabalho do balé, que irão compor os ambientes da Breton e estarão disponíveis para venda, com renda totalmente revertida para o Balé Folclórico.

O BFB foi criado em 1988 por Walson (Vavá) Botelho e Ninho Reis e apresenta, desde então, um significativo currículo de atividades, especialmente os prêmios e turnês nacionais e internacionais.

Com o objetivo de preservar e divulgar, no mais puro estado, as principais manifestações folclóricas da Bahia, o Balé Folclórico da Bahia desenvolveu uma linguagem cênica que parte basicamente dos aspectos populares da cultura baiana atingindo a contemporaneidade do mundo atual, sem, contudo, perder suas raízes, não se distanciando, assim, da realidade nacional.